Lisboa, 20 set (EFE).- O primeiro-ministro português José Sócrates, candidato pelo Partido Socialista (PS) às eleições legislativas do dia 27 de setembro, insistiu em seu apoio ao sistema de trens AVE.

Em entrevista publicada hoje no jornal "Diário de Notícias", Sócrates critica a oposição de seu principal oponente no pleito, a conservadora Manuela Ferreira Leite, do Partido Social Democrata (PSD), ao projeto de trem de alta velocidade, que unirá em 2013 Lisboa com Madri e Vigo.

"Portugal tem que ter consciência de que, se quer ter a ambição de se colocar no centro e responder aos desafios da economia global, deve reforçar a modernização das infraestruturas que o unem aos mercados do centro da Europa", realçou o chefe de Governo português.

O AVE com a Espanha coloca de lados opostos, desde o debate do sábado passado Sócrates e Manuela, já que a ex-ministra disse então que a infraestrutura do AVE é muito cara e lembrou que Portugal "não é uma província espanhola".

Para o líder socialista, estas manifestações foram "uma invocação imprópria da democracia" e apontou que "nunca deviam ter acontecido".

A uma semana das eleições legislativas, o PS está a 3,3 pontos percentuais do centro direitista PSD, segundo as últimas pesquisas divulgadas em Portugal.

Sócrates, cujo partido alcançou a maioria absoluta no pleito de 2005, obteria 34,9% em intenções de voto, enquanto a líder social-democrata conseguiria 31,6%. EFE atc/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.