Social-democratas formarão novo Governo na Islândia

Copenhague, 27 jan (EFE).- O presidente da Islândia, Olafur Ragnar Grimson, encarregou hoje o líder da Aliança Social-Democrata, Ingibjörg Sólrún Gísladóttir, de iniciar as negociações para formar um novo Governo após a renúncia, ontem do gabinete anterior, liderado pelos conservadores.

EFE |

Grimson pediu à Aliança que inicie as conversas com o Movimento de Esquerda Verde para formar um novo Governo de minoria até as eleições antecipadas de 9 de maio, convocadas após uma semana de protestos pela atuação das autoridades na crise que colapsou o país.

Esta fórmula, com o possível apoio do Partido do Progresso, de centro, era a mais provável, depois da ruptura ontem da coalizão entre social-democratas e o conservador Partido da Independência por disputas internas, oficializada pela renúncia do primeiro-ministro Geir H. Haarde.

Jóhanna Sigurdardóttir, que até ontem era ministra de Assuntos Sociais, aparece como provável primeira-ministra se os dois partidos de esquerda chegarem a um acordo.

Embora o Movimento de Esquerda Verde seja a quarta força no Parlamento, as últimas pesquisas o apontam como vencedor caso as eleições fossem hoje, com 28,5% dos votos, o dobro que obtiveram em maio de 2007.

Os social-democratas defendem a renúncia da cúpula do Banco Central, liderada pelo ex-primeiro-ministro David Oddsson, e um referendo sobre a entrada do país na União Europeia (UE). EFE alc/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG