Sobrevivente do acidente do A310 da Yemenia mora na França

A sobrevivente do acidente do Airbus A310 no Oceano Índico mora em Marselha, no sul da França, e estava viajando com a mãe, informou nesta terça-feira à AFP um membro da comunidade comorense, citando informações comunicadas pelas autoridades aeroportuárias de Moroni.

AFP |

A adolescente de 14 anos, Bakari Baya, foi resgatada por socorristas comorenses e de Mayotte e internada no hospital El Maarouf, declarou Adballah Ibrahim, coordenador em Marselha da associação Comores Solidariedade, confirmando informações do Crescente Vermelho comorense e do governo.

A porta-voz do Crescente Vermelho de Comores, Ramulati Ben Ali, informara mais cedo que uma sobrevivente de 14 anos havia sido internada nesta terça-feira no hospital de Moroni, a capital do arquipelago de Comores, destacando que seu estado não era considerado preocupante.

O porta-voz do governo, Kamaleddin Afraitane, confirmou a informação, explicando que "a única sobrevivente do desastre é uma adolescente de 14 anos oriunda da aldeia de Niumadzaha", no sudeste de Comores.

De acordo com uma fonte aeroportuária, a adolescente embarcou no aeroporto de Roissy-Charles de Gaulle, em Paris.

asl/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG