Sobrevivente de perseguição nazista participa de desfile gay na Alemanha

Berlim, 28 jun (EFE) - Um sobrevivente de 95 anos do campo de concentração nazista de Buchenwald (perto de Weimar), Rudolf Brazda, foi o protagonista do desfile do Christopher Street Day ou Dia do Orgulho Gay em Berlim, em que se reivindicaram os direitos dos homossexuais.

EFE |

Brazda esteve não apenas na parada que percorreu o centro da capital alemã, mas também na homenagem às vítimas homossexuais do nazismo, da qual participou o prefeito-governador de Berlim, o social-democrata Klaus Wowereit.

O sobrevivente do nazismo se mostrou animado, alegre e crítico e disse se sentir como no "paraíso" perante o recentemente inaugurado monumento em memória às vítimas desse coletivo durante o Terceiro Reich.

Brazda foi levado ao campo de Buchenwald entre 1941 e 1945 por ser homossexual.

Após visitar o monumento, inaugurado em memória dos sete mil gays e lésbicas assassinados pelo nazismo, Brazda se uniu ao desfile homossexual que lembrou o levante de 28 de junho de 1969 desse coletivo, em Nova York, contra a arbitrariedade policial.

O desfile foi um pouco prejudicado pela chuva, mas, apesar de tudo, milhares de homossexuais participaram da manifestação usando fantasias coloridas e cartazes reivindicativos. EFE gc/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG