Sobrevivente das duas bombas atômicas morre aos 93 no Japão

A única pessoa oficialmente reconhecida como sobrevivente das duas bombas atômicas jogadas pelos Estados Unidos sobre o Japão ao final da Segunda Guerra Mundial, em Hiroshima e em Nagasaki, morreu aos 93 anos, de câncer no estômago. Tsutomu Yamaguchi estava em uma viagem de negócios em Hiroshima no dia 6 de agosto de 1945 quando a cidade foi bombardeada.

BBC Brasil |

Cerca de 140 mil pessoas foram mortas, muitas instantaneamente, enquanto outras milhares ficaram gravemente feridas.

Yamaguchi sofreu queimaduras graves, mas conseguiu no dia seguinte retornar à sua casa, na cidade de Nagasaki.

Ele estava lá no dia 9 de agosto quando a cidade também foi bombardeada pelos Estados Unidos. Cerca de 70 mil morreram, mas Yamaguchi sobreviveu novamente.

Reconhecimento oficial
Acredita-se que um pequeno número de japoneses tenha sobrevivido a ambos os bombardeios, mas Yamaguchi era o único sobrevivente das duas bombas oficialmente reconhecido pelo governo japonês.

Por muito tempo as autoridades se recusaram a reconhecê-lo como sobrevivente duplo, alegando que isso não afetaria os pagamentos de compensação que ele recebia, mas acabaram cedendo no ano passado.

Yamaguchi se tornou conhecido no Japão por suas frequentes palestras sobre os horrores da guerra e como ativista pelo desarmamento nuclear.

O prefeito de Nagasaki, Tomihisa Taue, lamentou a morte de Yamaguchi e afirmou que "um excelente contador de histórias" desapareceu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG