Sobem para 8 os mortos por atirador em asilo nos EUA

(atualiza número de mortos) Washington, 29 mar (EFE).- Pelo menos oito pessoas morreram e várias ficaram feridas num tiroteio ocorrido hoje num asilo da localidade de Carthage (Carolina do Norte, EUA), informou o senador estadual Harris Blake.

EFE |

Blake, que representa o condado de Moore, onde ocorreu o incidente, disse que o atirador foi ferido pela Polícia e, depois, detido.

"O homem armado chegou à casa e começou a disparar contra todos", contou o senador.

Mais cedo, o chefe da Polícia local, Chris McKenzie, tinha dito a uma emissora de TV que o tiroteio aconteceu no meio da manhã deste domingo, na casa de repouso e recuperação Pinelake Health & Rehab, a 80 quilômetros da cidade de Charlotte.

Segundo o oficial, o primeiro balanço era de seis mortos e três feridos.

No entanto, há pouco, Gretchen Kelly, porta-voz do Hospital Regional FirstHealth Moore, disse a jornalistas que duas das seis pessoas levadas com ferimentos para o centro médio morreram, e que outras duas continuavam recebendo tratamento.

Passadas seis horas desde o tiroteio, ainda não havia informações claras sobre os motivos que levaram o homem a invadir o asilo, com capacidade para 90 pacientes e que cuida de idosos com mal de Alzheimer.

Segundo Scott Brooks, encarregado da segurança pública do Condado de Moore, o atirador, que não foi identificado, está sob custódia da Polícia.

"Nunca vi alguém ser maltratado na casa", disse ao "Canal 14" da TV local Bobby Dunn, cuja mãe, de 89 anos, vive no asilo. "Não entendo o que pode ter ocorrido, por que alguém faria algo assim", acrescentou.

O chefe da Polícia local disse que a situação no asilo "está sob controle" e que os idosos tratados no local foram levados para outro edifício. EFE jab/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG