Sobem para 22 as baixas britânicas em julho no Afeganistão

Londres, 27 jul (EFE).- Dois soldados britânicos morreram hoje em duas explosões diferentes no sul do Afeganistão, o que eleva para 22 as baixas militares sofridas pelo Reino Unido em julho nesse país, informou hoje o Ministério da Defesa britânico.

EFE |

Um dos soldados morreu enquanto patrulhava em um veículo no distrito de Lashkar Gah, na província de Helmand, como parte da operação lançada contra os talibãs.

Antes de saber da morte do soldado, o Governo e os comandantes militares britânicos tinham dado hoje por terminada "com sucesso" a primeira fase dessa ofensiva militar contra os insurgentes talibãs em Helmand.

O outro militar morreu durante uma patrulha a pé no distrito de Sangin, também em Helmand, apesar de não fazer parte da citada operação britânica.

Até o momento, 191 membros das Forças Armadas britânicas morreram no país asiático desde o início da invasão da coalizão liderada pelos Estados Unidos, em novembro de 2001.

O alto número de vítimas da operação em Helmand, que busca enfraquecer os talibãs, poucas semanas antes da realização das eleições gerais afegãs, causou inquietação no Reino Unido.

O Comitê de Defesa da Câmara dos Comuns advertiu há pouco mais de uma semana que a falta de helicópteros está afetando a "proteção" das tropas britânicas no Afeganistão.

No entanto, o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, insistiu em que as forças do Reino Unido em território afegão têm os recursos suficientes para completar a atual missão contra os talibãs. EFE pa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG