Sobe para 94 o número de mortos por gripe suína na Argentina

A cifra de mortos pela gripe suína subiu para 94 na Argentina, informou neste sábado o ministério da Saúde em um comunicado de imprensa.

AFP |

"As análises confirmaram 2.928 casos, 2.351 foram descartados, com 94 falecidos", indicou o ministério em seu comunicado.

Dez pessoas morreram na capital, 50 na província de Buenos Aires e uma na província de Santa Fé (centro-leste) e o resto das vítimas se dividem por outros seis distritos.

O dado referente à cidade de Buenos Aires difere do proporcionado pelo secretário da Saúde, Jorge Lemus, que falou de 13 e não dez mortos de seu setor.

O ministro da Saúde, Juan Manzur, declarou na semana passada que as projeções falam de 100.000 pessoas infectadas na Argentina com o vírus A (H1N1) desde que se declarou a pandemia no país em maio passado.

Manzur enfatizou que o vírus mostrou um retrocesso na capital, periferia e distritos mais povoados, apesar de ainda registrar mais contágios no interior do país.

Nos últimos dois dias, o governo argentino decretou um feriado sanitário para a administração pública nacional, que atinge em parte o setor privado, numa tentativa de frear o avanço da gripe suína.

A Argentina está em terceiro lugar em número de falecidos por país, atrás dos Estados Unidos (170) e do México (121).

sa/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG