Uma série de atentados com explosivos causou 80 mortos nesta terça-feira em vários mercados da cidade indiana de Jaipur (noroeste), informou o canal de televisão NDTV.

AP
AP
Muitas vítimas foram levadas ao hospital da cidade que fica a 260 quilômetros de Nova Délhi, informou a agência Press Trust of India.

A cidade de Jaipur é um dos principais pontos turísticos do país.

"Foi um ataque terrorista", assegurou Amorjot Singh Gill, diretor geral da polícia local, aos jornalistas.

Uma das explosões foi próxima a um templo. Imagens de televisão mostraram bicicletas e outros veículos destruídos no local.

As bombas explodiram em vários pontos do bairro de Jaipur, dentre os quais locais turísticos como o Palácio dos Ventos, e os bazares de Johari e Tripolia.

Segundo a agência "PTI", junto ao mercado de Tripolia estava um grande grupo de devotos que havia comparecido a um templo hindu da região.

Uma das explosões foi causada por um carro-bomba, e outra delas ocorreu em um estabelecimento comercial. Os feridos foram transferidos para hospitais da própria cidade.

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, condenou os ataques, e pediu calma à população do país.

Singh garantiu a ajuda do Governo central às autoridades do Rajastão, assim como às famílias afetadas.

Por sua vez, o diretor-geral da Polícia do Rajastão, A.S. Gill, disse que "obviamente se trata de um ataque terrorista".

A Índia tem sido alvo de dezenas de atentados, dos quais são acusados grupos islâmicos do estado indiano da Cachemira.

Entre os mais recentes estão o que causou a morte de 43 pessoas em Hyderabad, o ato terrorista que matou outras seis em um cinema do estado de Punjab e atentados que vitimaram 13 pessoas em uma séria de explosões na porta dos tribunais de três cidades do norte.

(Com EFE e AFP)

Saiba mais sobre: Índia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.