O número de mortos pelo furacão Gustav agravou-se nesta sexta-feira, com 59 mortos no Haiti, oito na República Dominicana e pelo menos 11 na Jamaica, segundo as autoridades.

Gustav havia se transformado em furacão na terça-feira, quando afetou a ilha Hispaniola, compartilhada por Haiti e República Dominicana, degradando-se depois, quando passou à tormenta tropical, mas poderá voltar a se transformar em furacão quando chegar aos Estados Unidos na segunda ou terça-feira.

Na passagem pelo Haiti, causou 59 mortes com sete pessoas desaparecidas.

cre-chv/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.