Sobe para 70 número de mortos em enchentes na África do Sul

Chuvas atingem o país desde dezembro do ano passado; 8,4 mil pessoas estão foram deslocadas ou estão desabrigadas

EFE |

O número de mortes provocadas por inundações e enchentes que atingem desde dezembro a África do Sul subiu para 70, segundo informou o governo local. Em reunião realizada ontem em Pretória pelo Centro Nacional de Gestão de Desastres, concluiu-se que 8,4 mil pessoas foram deslocadas ou perderam suas casas devido às enchentes, de acordo com informações divulgadas neste sábado pela a agência local Sapa.

Na reunião decidiu-se considerar a situação como catástrofe nacional e estabelecer um Centro de Operações Conjuntas para coordenar as ações das diversas administrações diante da onda de desastres naturais.

O governo forneceu até agora abrigo temporário às vítimas em prédios públicos e tendas de campanha, além de comida e assessoria sobre que fazer após a catástrofe. A maior parte das mortes ocorreu nas províncias de Kwazulu Natal e do Cabo Oriental, no leste e sudeste do país, regiões que beiram o oceano Índico.

Além disso, as chuvas fazem aflorar drenagens ácidas das minas, o que pode afetar rios, açudes e lagos, por isso que o Departamento de Águas faz acompanhamento da situação. O Departamento de Agricultura emitiu um alerta para os criadores de gado sobre possíveis surtos de doenças, como a febre do Vale do Rift, e pediu vacinação do gado.

Os demais países da África meridional sofreram nos dois últimos meses com chuvas torrenciais, inundações e enchentes e em alguns deles, como Moçambique, foram registradas mortes.

    Leia tudo sobre: enchentesinundaçõesafrica do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG