Sobe para 6 número de mortes pela gripe em Honduras

Tegucigalpa, 3 ago (EFE).- O Ministério da Saúde de Honduras anunciou hoje que subiu para seis o número de mortes pela gripe suína no país, com a confirmação de mais duas vítimas fatais hoje.

EFE |

Segundo o ministro da Saúde, Mario Villafranca, são 231 casos confirmados e cerca de 1.500 suspeitos.

O diretor de Vigilância da Saúde, Marco Antonio Pinel, anunciou que as duas novas vítimas confirmadas são um médico da cidade de Roatán e um homem que vivia na capital, Tegucigalpa. Ambos faleceram em hospitais semana passada.

Pinel insistiu que a população tome as medidas preventivas recomendadas pelo Ministério da Saúde. O primeiro caso da gripe em território hondurenho foi confirmado em 21 de maio, e a primeira morte em 22 de junho.

As autoridades sugeriram a suspensão de jogos de futebol em San Pedro Sula, no norte do país, como medida preventiva, já que a cidade registra alta incidência da doença. No entanto, nada foi feito.

Os programas de prevenção contra a gripe em Honduras e outras atividades do Ministério da Saúde podem ser prejudicadas por uma paralisação do setor em rejeição à derrubada do presidente Manuel Zelaya, em 28 de junho, e para reivindicar melhorias.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE.

lam/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG