Sobe para 5 soldados israelenses mortos em invasão a Gaza

Jerusalém, 6 jan (EFE).- O número de soldados israelenses mortos na invasão a Gaza subiu para cinco, segundo confirmou hoje o Exército de Israel, que continua sua ofensiva terrestre pelo terceiro dia seguido.

EFE |

Um soldado da brigada de pára-quedistas ficou morto ontem em combates no norte da Faixa de Gaza, disse hoje à Agência Efe um porta-voz do Exército.

Segundo ele, "as circunstâncias da morte não estão esclarecidas ainda e está sendo avaliada a opção de que ele tenha sido vítima de fogo amigo", da mesma forma que os outros três soldados mortos nas últimas horas em um disparo contra um prédio.

A essas vítimas se soma um soldado morto no primeiro dia da invasão e um outro que foi vítima do impacto de um foguete de milícias palestinas que atingiu a base militar de Nahal Oz, na semana passada, antes do início da operação terrestre.

Hoje prossegue o avanço das tropas israelenses, que mantêm desde ontem a cidade de Gaza cercada.

O Exército empreendeu esta manhã um ataque contra Iman Siyam que, segundo o porta-voz, "ocupa um alto cargo no Hamas e é responsável por todo o programa de lançamento de foguetes".

Embora não tenha informado se Siyam morreu no ataque, o militar assegurou que "a casa em que ele se encontrava foi atacada com sucesso".

Segundo ele, desde que começou no sábado a ofensiva por terra "mais de 130 milicianos morreram em trocas de fogo com tropas do Exército israelense".

Nas últimas horas, cerca 20 soldados israelenses ficaram feridos, o que situa o número de baixas perto de 70.

Do lado palestino pelo menos 20 pessoas morreram ao longo da noite passada, a maioria delas no centro da Faixa, conforme informava esta manhã a agência de notícias palestina "Ma'an".

Pelo menos 11 palestinos morreram e 20 foram feridos por disparos de navios da Marinha israelense dirigido contra o campo de refugiados de Deir al-Balah, no litoral de Gaza, segundo essa fonte.

Outras cinco pessoas morreram e 12 ficaram feridas no campo de refugiados de Al-Bureij, entre eles um pai e seus três filhos, por fogo da aviação israelense.

Outros três palestinos morreram em ataques contra o bairro de Az-Zaitoun, no sul de Gaza.

A aviação israelense também atacou a sede no centro da Faixa das Brigadas Al-Quds, braço armado da Jihad Islâmica, e voltou a abrir fogo contra o mercado Al-Yarmouk da capital.

A milícia admitiu ter perdido dois combatentes pelo fogo israelense.

O número de palestinos mortos desde que se iniciou a invasão chega a 145, enquanto os mortos desde que começou a ofensiva israelense a Gaza, em 28 de dezembro, se aproximam de 575. EFE aca/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG