PORTO PRÍNCIPE - Pelo menos 48 pessoas, entre elas várias crianças, morreram devido a inundações geradas pela passagem do furacão Ike na cidade haitiana de Cabaret, 24 quilômetros ao norte de Porto Príncipe, confirmou neste domingo a primeira-ministra Michèle Pierre-Louis.

"A situação é extremamente complicada e dramática", declarou a primeira-ministra em coletiva de imprensa.

Estas inundações se somam às registradas em Gonaives, onde o nível das águas voltou a subir após a passagem do furacão, como também ocorreu no princípio da semana, quando a tempestade tropical "Hanna" castigou o país caribenho.

As inundações afetam o departamento de Artibonite, cuja capital é Gonaives, cidade na qual as águas alcançaram níveis de entre 2 e 2,5 metros, segundo precisou a diretora da Defesa Civil, Alta Jean-Baptiste.

Também foram registrados 15 feridos e danos consideráveis em imóveis da região, para onde se deslocaram equipes da Defesa Civil, Bombeiros da Martinica, soldados da Cruz Vermelha e unidades da missão das Nações Unidas para a estabilização do Haiti (Minustah).

Leia mais sobre: furacão Ike

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.