Paris, 1 mar (EFE).- O número de mortos por causa do temporal na França subiu para 47, disse hoje o ministro do Interior, Brice Hortefeux, assinalando que se trata de um balanço provisório que pode se agravar nas próximas horas.

"As equipes de resgate estão buscando casa por casa, por isso que é possível que apareçam novos falecidos", assinalou Hortefeux na emissora "France Info".

Por outro lado, a empresa responsável pela distribuição de eletricidade, a ERDF, informou que meio milhão de lares continua privado de energia.

Hortefeux, que acompanhará o presidente, Nicolas Sarkozy, na sua visita hoje às regiões mais afetadas pela tempestade, uma das mais fortes sofridas pela França desde 1999, assinalou que foram mobilizados mais de 9.000 bombeiros.

O temporal afetou sobretudo as regiões de Poitou-Charente, Pays de Loire e Centre, embora também tenham sido afetadas Aquitânia, Champagne Ardennes, Lorena, Normandia e, em menor medida, a região parisiense de Borgonha.

O ministro assegurou que a catástrofe foi a "conjunção de vários fatores" e assinalou que se agravou ao acontecer durante a noite.

EFE lmpg/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.