Sobe para 42 o número de insurgentes mortos em combates no Afeganistão

(Atualiza com duas operações que elevam o número de mortos) Cabul, 29 abr (EFE).- Pelo menos 42 supostos insurgentes morreram hoje em várias ofensivas das tropas da coalizão liderada pelos Estados Unidos com o apoio das forças afegãs em três províncias do país, informou o comando militar americano.

EFE |

Na província de Uruzgan, as forças dos EUA e a Polícia afegã patrulhavam o distrito de Tarin Kowt quando foram emboscadas por supostos talibãs armados.

Os soldados dos EUA e os policiais abriram fogo, mas solicitaram "apoio aéreo". O bombardeio da aviação americana matou 23 fundamentalistas, segundo um comunicado do comando americano.

Outra operação ocorreu no conflituoso distrito de Lashkar Gah, na província de Helmand, onde o Exército do Afeganistão e as tropas da coalizão "identificaram insurgentes armados que preparavam um ataque a partir de uma zona florestal".

O comando militar americano assegurou que então ocorreram dois combates separados nos quais nove fundamentalistas morreram.

Os soldados apreenderam quase 100 quilos de ópio - a principal fonte de financiamento dos talibãs - e 2.400 quilos de produtos químicos usados pelos insurgentes para fabricar explosivos.

Horas antes, o comando já havia informado sobre a morte de outros dez supostos insurgentes em combates registrados na província de Logar.

Uma patrulha conjunta foi atacada por um grupo de homens armados com lança-granadas e rifles de assalto quando desenvolvia uma missão contra refúgios da insurgência no distrito de Baraki Barak.

As tropas responderam ao ataque, mataram dez insurgentes e atacaram um refúgio talibã, onde detiveram dois suspeitos e acharam um arsenal de armas que decidiram destruir.

Os enfrentamentos não deixaram baixas nas fileiras da coalizão, nas tropas afegãs ou entre civis, segundo a versão militar. EFE lo-mb-amp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG