Sobe para 40 o número de feridos nos protestos em Bangcoc

Bangcoc - Pelo menos uma pessoa morreu e 40 ficaram feridas nos enfrentamentos registrados esta madrugada em Bangcoc entre simpatizantes do governo e da oposição, segundo a última apuração oficial de vítimas.

EFE |

Pelo menos dez dos feridos, que foram internados em seis hospitais diferentes de Bangcoc, estão em estado muito grave e alguns apresentam ferimentos de bala.

A região que cerca a sede do governo, onde se registraram os enfrentamentos, voltou à normalidade por volta das 5h local, depois que aproximadamente 400 soldados puseram fim à batalha campal, onde alguns manifestantes chegaram a atirar "coquetéis molotov".

Pouco depois, o primeiro-ministro da Tailândia, Samak Sundaravej, declarou o estado de exceção em Bangcoc, que permite ao Exército empregar a força, lhe dá poder para censurar a informação da imprensa, e proíbe as reuniões públicas que envolvam mais de cinco pessoas.

O líder dos manifestantes que ocupam a sede do Governo da Tailândia há uma semana, o ex-general do Exército e antigo governador de Bangcoc Chamlong Srimuang, desafiou o estado de exceção e assegurou que seus partidários continuarão no local.

Leia mais sobre: Tailândia

    Leia tudo sobre: tailândia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG