Louisiana declara estado de emergência por furacão Gustav " / Gustav em Haiti e R. Dominicana - Mundo - iG" / Louisiana declara estado de emergência por furacão Gustav " /

Sobe para 33 os mortos por Gustav em Haiti e R. Dominicana

PORTO PRÍNCIPE/SANTO DOMINGO - Com os novos dados da Defesa Civil do Haiti, que apontam que 25 pessoas morreram nesse país vítimas do furacão Gustav, agora tempestade tropical, o número de vítimas entre haitianos e dominicanos subiu para 33 devido a esse fenômeno. http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/08/27/louisiana_declara_estado_de_emergencia_por_furacao_gustav_1603764.html target=_topLouisiana declara estado de emergência por furacão Gustav

EFE |

A República Dominicana registrou oito mortes, ocorridas ontem no bairro de Guachupita, em Santo Domingo, por um desprendimento de rochas que destruiu a casa em que dormiam seis irmãos, sua mãe e uma visita.

No Haiti, oito das vítimas foram no sudeste, a zona mais afetada pelas inundações e deslizamentos de terra provocados pelas chuvas torrenciais geradas pelo furacão.

Na região haitiana de Petit-Goave (sul) seis pessoas morreram, segundo correspondentes locais que informaram também sobre duas mortes na cidade vizinha de Grand-Goave.

Na capital, Porto Príncipe, foi registrada uma morte, enquanto em Leogane, pequena cidade ao sul da capital, uma outra pessoa acabou morrendo vítima das inundações.

Segundo a imprensa local, no departamento de Nippes (sul) duas pessoas morreram em Fond des Negres e três na localidade de Miragoane.

Outra vítima foi encontrada em Cavaillon (departamento do sul) e um outra na cidade de Saint-Jean du Sur.

Ameaça de furacão

A tempestade tropical "Gustav" pode se transformar de novo em furacão ainda hoje e se aproximar, amanhã, do extremo oeste de Cuba, após passar pela Jamaica, advertiu o Instituto de Meteorologia cubano.

"'Gustav' poderia intensificar-se mais, chegando à categoria de furacão hoje e adquirindo maior intensidade em sua trajetória ao oeste-noroeste", informou o instituto.

Por isso, há um alerta em vigor às províncias de Pinar del Río, Havana e Cidade de Havana, assim como ao município especial da Isla de la Juventud, diz o último relatório do órgão.

"A intensidade de seus ventos máximos sustentados aumentou até 110 km/h, com seqüências superiores", acrescenta o boletim emitido às 12h (13h em Brasília).

Um ciclone é considerado furacão quando seus ventos máximos sustentados passam de 119 km/h.

Às 12h (13h em Brasília), o centro de "Gustav" estava em 17,9 graus de latitude norte e 76,0 de longitude oeste, 255 quilômetros ao leste de Punta Negril (Jamaica) e 275 quilômetros ao sudeste de Cabo Cruz (Granma).

Segundo o último aviso de ciclone emitido pelo instituto, durante a manhã "Gustav" se movimentou em direção ao oeste cerca de 7 km/h.

Leia mais sobre: furacões

    Leia tudo sobre: furacões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG