Sobe para 3 o número de mortos para gripe no Equador

Quito, 13 jul (EFE).- A gripe suína fez sua terceira vítima fatal no Equador, onde mais de 13 casos da doença foram confirmados no fim de semana, informou hoje o Ministério da Saúde.

EFE |

Os dois primeiros óbitos, envolvendo uma uma mulher de 28 anos e um homem de 30, foram anunciados na sexta-feira.

Um homem de 74 anos, oriundo da província andina de Chimborazo (centro), foi a terceira pessoa a morrer de gripe no país.

Segundo as autoridades, ele já sofria de problemas respiratórios e arteriais crônicos antes de ser infectado pelo vírus AH1N1.

Após apresentar os sintomas da doença, o homem foi internado em 9 de julho num hospital de Riobamba, capital de Chimborazo. Durante quatro dias, os médicos trataram do paciente, que foi diagnosticado com pneumonia.

"No entanto, ele apresentou dificuldades respiratórias, por isso foi levado para a unidade de tratamento intensivo, onde morreu ontem", informou o Governo.

As autoridades de saúde disseram que os 13 novos casos confirmados no fim de semana fizeram subir para 256 o número de contaminados pela gripe.

Segundo os dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença já infectou 94.512 pessoas em mais de 120 países e matou 429. EFE ic/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG