Roma, 11 abr (EFE).- O número provisório de vítimas do terremoto que atingiu a região italiana de Abruzzo subiu para 293, após serem descobertos hoje os corpos de um jovem de 17 anos, de uma mulher, possivelmente a mãe dele, e de uma idosa, a informou Defesa Civil.

Os três cadáveres foram retirados dos escombros de uma casa do centro de L'Aquila, capital da região, a mais atingida pelo terremoto da segunda-feira, que chegou a 5,8 graus na escala Richter.

O primeiro corpo resgatado foi o da idosa, depois foi descoberto o cadáver da mulher, de cerca de 50 anos, e no meio da tarde, o do jovem de 17 anos.

Os três moravam em um imóvel em frente à Casa do Estudante, que desabou, matando vários estudantes.

No imóvel, também moravam dois homens, um deles marido da mulher de cerca de 50 anos e o outro, dentista. Os cadáveres dos dois adultos foram resgatados na sexta-feira.

Com o passar das horas, as esperanças de encontrar pessoas com vida sob os escombros vão diminuindo, levando em conta, entre outros, o frio que faz à noite em L'Aquila.

Os trabalhos de busca continuarão nos próximos dias, nos quais deve chover, o que dificultará ainda mais as tarefas.

Amanhã, no domingo de Páscoa, o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, voltará a L'Aquila para passar o dia com os milhares de desabrigados do terremoto.

Desde o último dia 6, quando aconteceu o tremor, 1,096 mil réplicas foram registradas em Abruzzo, incluindo três com magnitude superior a 5 graus na escala Richter e nove com magnitude superior a 4 graus. EFE JL/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.