Sobe para 22 o número de mortos no incêndio em albergue polonês

Varsóvia, 14 abr (EFE).- O número de pessoas que morreram na madrugada da segunda-feira no incêndio do albergue de indigentes de Kamien Pomorski, no noroeste da Polônia, subiu para 22, informou hoje à Agência Efe o porta-voz do gabinete de crise da Prefeitura desta localidade, Jan Korowski.

EFE |

Segundo Korowski, ainda há a busca por uma adolescente registrada no albergue que não voltou a aparecer após a tragédia. Entre os 22 mortos, há seis crianças.

"No incêndio, foram resgatadas 54 pessoas", disse Korowski, acrescentando que a Polícia tenta localizar ainda a jovem de 15 anos desaparecida, que, segundo algumas testemunhas, fugiu do hospital para onde foi transferida em estado de "choque" após o incêndio.

Ainda permanecem internadas 14 pessoas, entre elas um bebê de oito meses com queimaduras.

No momento do incêndio, estavam registradas no albergue 77 indigentes, entre eles um número indeterminado de crianças, que foram surpreendidos pelo fogo enquanto dormiam, após celebrar o domingo de Páscoa.

Além destas pessoas registradas, não se descarta que mais pessoas pudessem estar no edifício de visita, algo que será esclarecido pelos exames de DNA.

Alguns dos indigentes, que conseguiram se salvar pulando das janelas, disseram à imprensa local que as portas de acesso às escadas de emergência estavam bloqueadas, o que deixou muitos presos.

O porta-voz do Corpo de Bombeiros, Daniel Kopalinski, lamentou que o incêndio tenha sido comunicado tarde, o que os impediu de agir com mais eficácia.

O edifício, construído nos anos 70 como um hotel para trabalhadores, pegou fogo rapidamente, devido a sua estrutura de madeira e à presença de materiais altamente inflamáveis.

Hoje, começou o primeiro dos três dias de luto nacional decretados pelo presidente da Polônia, Lech Kaczynski. EFE nt/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG