Milhares de pessoas precisam deixar suas casas após rio transbordar e romper barragem

As fortes chuvas que atingem a China desde a última semana já mataram 199 pessoas e deixaram 123 desaparecidos, informou a imprensa estatal nesta terça-feira. Na segunda-feira, uma barragem se rompeu após o rio Fu, na província de Jiangxi, transbordar.

Homem usa barco para passar por área de enchente na província de Jiangxi
Reuters
Homem usa barco para passar por área de enchente na província de Jiangxi

Segundo a agência estatal Xinhua, autoridades locais tentam retirar os moradores que vivem próximo à represa de Changkai. Cerca de 68 mil pessoas foram levadas para lugares mais seguros e 1.200 foram resgatadas da inundação, disse a agência. Ninguém morreu por causa do rompimento da barragem.

Mais de 10 mil pessoas, incluindo tropas militares e policiais, tentavam estancar o fluxo d'água com sacos de areia e outros materiais, acrescentou a Xinhua.

O presidente chinês, Hu Jintao, e o primeiro-ministro do país, Wen Jiabao, pediram esforço total para combater as inundações e salvar vidas após a quebra da barragem, disse a agência.

Segundo o Ministério de Assuntos Civis, outros rios transbordaram e deslizamentos de terra cortaram ligações rodoviárias e ferroviárias no sul do país.

As chuvas torrenciais provocaram inundações repentinas, encharcaram lavouras e interromperam o tráfego de veículos e telecomunicações, forçando a retirada de mais de 2,38 milhões de pessoas, segundo o ministério.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.