(Atualiza o número de mortos e acrescenta dados) Roma, 2 jul (EFE).- A explosão de um trem de mercadorias carregado com gás na localidade italiana de Viareggio já deixou 19 vítimas fatais, informou hoje o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi.

Em entrevista coletiva oferecida na cidade de L'Aquila, epicentro do terremoto que castigou o centro da Itália em abril, Berlusconi informou também que os feridos pela explosão do trem são 25, dos quais 11 estão em condições "absolutamente" graves.

Estes são os dados mais recentes oferecidos pelas autoridades sobre a tragédia, depois que hoje o procurador encarregado da investigação do caso, Aldo Cicala, informou que investiga se uma falha mecânica foi a causa do acidente.

O número de desaparecidos do acidente caiu para dois, depois que uma família de Viareggio, incluída em um primeiro momento na lista, retornou de férias.

A tragédia aconteceu por volta das 23h50 (18h50 de Brasília) da segunda-feira, depois que cinco dos 14 vagões de um trem de mercadorias descarrilarem quando se preparavam para entrar na estação de Viareggio.

A Procuradoria provincial de Lucca investiga um suposto delito de homicídio culposo e de incêndio culposo na explosão.

Por enquanto, não foi incluído o nome de nenhuma pessoa na investigação aberta. EFE ebp/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.