Sobe para 17 o número de mortos em incêndio em discoteca em Quito

QUITO - A morte de um dos feridos no incêndio ocorrido em uma discoteca em Quito em 19 de abril fez aumentar para 17 o número de mortos, informou hoje uma organização responsável pelos sobreviventes da tragédia.

EFE |

A organização confirmou hoje que Bolívar Alarcón, que tinha queimaduras em 96% do corpo, morreu em um hospital, sem precisar quando aconteceu o falecimento ou a idade da vítima.

Em comunicado, a organização pediu para "redobrar os esforços" em ajuda aos feridos que ainda estão no hospital.

Os bombeiros confirmaram que o incêndio na discoteca Factory, que deixou pelo menos 30 feridos, foi produto de um petardo que atingiu o teto do local, que continha materiais altamente inflamáveis.

Dentro da discoteca, onde acontecia um show de rock quando houve o incêndio, havia entre 200 e 250 pessoas, quando o local só tinha capacidade para 150.

Os trabalhos de resgate ficaram mais difíceis também porque as saídas de emergência estavam fechadas com cadeados, segundo os bombeiros.

Saiba mais sobre: incêndio - Quito

    Leia tudo sobre: incêndioquito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG