Sobe para 17 o número de mortos em explosão em prédio na Ucrânia

(atualiza número de vítimas) Kiev, 25 dez (EFE).- Pelo menos 17 pessoas morreram e outras 20 estão desaparecidas em conseqüência de uma explosão em um prédio de apartamentos no balneário de Yevpatoria, na península da Criméia, informou hoje o Ministério da Ucrânia para Situações de Emergência.

EFE |

A explosão aconteceu na quarta-feira à noite e reduziu a ruínas um prédio de apartamentos de cinco andares.

O porta-voz da pasta de Emergência, Igor Krol, afirmou que as equipes de resgate tinham recuperado 21 pessoas com vida e 17 corpos, entre eles o de uma criança, e acrescentou que não se sabe o que aconteceu com outras cerca de 20 pessoas que morariam nas casas afetadas pela explosão.

Apesar de, inicialmente, o acidente ter sido atribuído a um escapamento de gás, o ministro de Emergência, Vladimir Shandra, afirmou à imprensa que, segundo dados preliminares, a causa foi a explosão de bujões de oxigênio e acetileno que a administração do edifício guardava no porão.

No local, trabalham até 300 funcionários de resgate do Ministério de Emergência e 150 soldados militares e policiais, apoiado por vários guindastes, cinco carros de bombeiros e uma dúzia de ambulâncias.

O presidente do Soviete Supremo ou Assembléia Legislativa da Criméia, Anatoli Gritsenko, tinha antecipado que os trabalhos de resgate seriam encerrados durante a manhã, mas, segundo Shandra, continuarão o dia todo.

"Poderia ser feito mais rápido, mas as equipes de resgate trabalham manualmente, sem usar equipamentos técnicos pesados, pois ainda há esperanças de encontrar pessoas com vida embaixo dos escombros", disse o ministro de Emergência.

Por sua parte, o serviço de imprensa do Governo da Ucrânia informou que a primeira-ministra, Yulia Timoshenko, irá hoje ao local do acidente.EFE bk/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG