Jacarta, 17 jun (EFE).- As autoridades da Indonésia aumentaram nesta quarta-feira para 17 o número de mortos na explosão em uma mina na ilha de Sumatra, enquanto outras 23 pessoas permanecem soterradas, informaram fontes oficiais.

As equipes de resgate continuam trabalhando no local do acidente para tentar resgatar os demais trabalhadores, que se encontram em uma galeria a mais de 150 metros de profundidade.

No entanto, a Polícia suspeita que todos os trabalhadores que ainda não foram tirados da galeria morreram por causa da explosão.

Dos 16 resgatados, cinco perderam a vida no hospital e outros dois permanecem em estado crítico.

A mina pertence à empresa de capital público Bukit Asam, dedicada à extração de carvão, uma das principais matérias-primas de exportação da Indonésia.

As causas da explosão ainda estão sendo investigadas pela Polícia.

Segundo os sindicatos de trabalhadores da Indonésia, a falta de uma lei de segurança para a prevenção de riscos trabalhistas é a causa da maioria destes acidentes em minas. EFE jpm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.