Sobe para 16 o número de feridos em ataque contra templo sique na Áustria

(atualiza número de feridos e acrescenta informações). Viena, 24 mai (EFE).- Pelo menos 16 pessoas ficaram feridas em um ataque a tiros ocorrido hoje em um templo da comunidade sique em Viena, quando um grupo de seis fundamentalistas atacou os fiéis durante uma cerimônia religiosa.

EFE |

A assessoria de imprensa da Polícia de Viena disse à Agência Efe que, durante a cerimônia, o grupo de fundamentalistas religiosos se insurgiu contra o responsável por conduzir o ato.

Um dos agressores, então, sacou uma pistola e abriu fogo, ferindo gravemente o líder religioso, enquanto os outros pegaram em armas brancas.

Quando o tumulto começou, por volta das 13h (8h de Brasília), os presentes à cerimônia, que eram de 150 a 350, fugiram. Mas um grupo conseguiu cercar os agressores, que, feridos, foram internados num hospital, de onde dois já saíram para serem levados para a prisão.

Segundo a agência austríaca "APA", os agressores entenderam que o líder religioso que fazia a reza, um visitante vindo da Índia, não demonstrava o devido respeito ao Livro Sagrado que guia a religião sique.

Bernhard Segal, do serviço de emergências de Viena, disse à televisão pública "ORF" que há pessoas com ferimentos na cabeça, nas pernas e no estômago.

Ainda segundo a "ORF", fiéis do templo em que aconteceu o ataque disseram que avisaram a Polícia sobre as ameaças que outras correntes siques tinham feito em relação à visita do guru. EFE as/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG