Moscou, 15 dez (EFE).- O número de mortos no incêndio do último dia 5 de dezembro em uma boate na cidade de Perm, na Rússia, subiu para 148 pessoas, segundo informações divulgadas hoje pelo Ministério de Situações de Emergência da Rússia.

Os últimos falecidos foram duas mulheres de 29 e 37 anos que estavam hospitalizadas em Moscou e na cidade de Tcheliabinsk, segundo a agência oficial "RIA Novosti".

Além disso, outras 81 pessoas que estavam no clube durante o incêndio permanecem internadas em hospitais de Moscou, São Petersburgo, Perm e Tcheliabinsk, e apenas dez mostram sintomas de melhoria.

Segundo informaram fontes oficiais, o inspetor chefe do serviço de controle de segurança contra incêndios da região de Perm, Vladimir Mujutdinov, foi acusado de negligência e pode ser condenado a vários anos de prisão.

Outros dois funcionários do serviço responsável pela supervisão do cumprimento das normas de segurança e de prevenção de incêndios já foram processados por negligência.

Além disso, a gerente executiva da boate, o diretor artístico, um dos proprietários e o diretor da companhia que instalou os fogos de artifício estão em prisão preventiva.

Segundo a imprensa, em torno de 50 clubes em Moscou e outros 20 em São Petersburgo poderiam ser fechadas por decisão judicial nas próximas semanas por não respeitarem as medidas contra incêndios.

EFE se-io/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.