Lima, 3 mar (EFE).- O número de mortos pelo deslizamento de terra e pedras em uma colina em uma localidade remota do departamento peruano de Puno, na fronteira com a Bolívia, aumentou para 13, entre eles uma criança de 2 anos, informaram hoje fontes oficiais.

"Até este momento, temos informação (de) que há 13 pessoas mortas, entre elas uma criança. Além disso, há 20 pessoas que estão desaparecidas", disse à Agência Efe o diretor do Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci) de Puno, Luis Guzmán.

A princípio, as autoridades peruanas tinham informado sobre a morte de oito pessoas.

O diretor regional do Indeci também afirmou que outras quatro pessoas ficaram feridas no deslizamento registrado ontem no acampamento mineiro de Winchumayo, situado em uma área de difícil acesso da província de Carabaya, em Puno.

Os primeiros trabalhos de resgate a cargo dos habitantes, mineiros de zonas adjacentes e alguns socorristas começaram ontem, mas foram dificultadas pelas fortes chuvas que afetam a região. EFE watt/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.