Kingston, 30 ago (EFE) - O furacão Gustav deixou pelo menos 12 mortos na Jamaica quando atingiu o país, na última quinta-feira, como tempestade tropical, e levou fortes chuvas que causaram o desabamento de vários imóveis, informou hoje a Polícia. As autoridades jamaicanas encontraram outros sete corpos no sábado e existe o temor de que o número de vítimas mortais possa aumentar. Quatro das vítimas não identificadas ainda foram arrastadas pelas águas quando tentaram atravessar uma estrada de Bull Bay, no leste da Jamaica, e outras duas, Norman Woodbine e Anthony McCrae, foram encontradas soterradas sob o lodo, no norte de Kingston. A Polícia também descobriu o corpo de Egbert Harris, um morador de St.Thomas, no leste da ilha, um dos setores mais afetados por Gustav.

Mais da metade dos 2,8 milhões de jamaicanos permanece sem eletricidade e sem água, disseram funcionários.

Cerca de 100 estradas estão bloqueadas, mas trabalhadores estão tentando liberá-las.

Ainda há 1.605 pessoas em 96 abrigos, mas o número caiu de um total de dois mil registrados na sexta-feira.

"Esperamos que diminua o número, mas algumas pessoas como aquelas que perderam suas casas ficarão nos refúgios por um longo período", disse Ronald Jackson, chefe da Agência de Gestão de Emergências e Preparativos perante Catástrofes (ODPEM, em inglês). EFE hgh/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.