novo nome dado à gripe suína) no México subiu para 12, segundo o ministro da Saúde do país, José Ángel Córdova. Os mexicanos infectados pela doença já são 260." / novo nome dado à gripe suína) no México subiu para 12, segundo o ministro da Saúde do país, José Ángel Córdova. Os mexicanos infectados pela doença já são 260." /

Sobe para 12 o número de mortes causadas pela gripe A no México

CIDADE DO MÉXICO - O número de mortes causadas pela gripe A H1N1 (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_topnovo nome dado à gripe suína) no México subiu para 12, segundo o ministro da Saúde do país, José Ángel Córdova. Os mexicanos infectados pela doença já são 260.

Redação com agências internacionais |


Clique aqui para ver o infográfico


No último boletim do governo mexicano, divulgado na quarta-feira, oito mortes tinham sido confirmadas e 91 casos da doença tinham sido identificados.

"Vale ressaltar que o aumento não significa que tenha morrido mais gente nas últimas horas, mas que estão sendo submetidas para análises mais mostras, recolhidas desde o princípio de abril", disse Córdova durante coletiva de imprensa. "Também não vamos mais falar de casos suspeitos, apenas de confirmados."

O Ministro disse que há apenas um laboratório no país preparado para realizar estes testes, mas que o governo está trabalhando para que seis novos centros comecem a atuar o quanto antes. "Não havia antecedentes de epidemia por este vírus, não tínhamos a técnica adequada aqui."

Segundo o Ministro, quando o surto começou eram realizadas 15 análises por dia. "Ontem foram 200 e esperamos chegar a 500 provas diárias em todos os laboratórios." O Ministro disse que outras 200 amostras foram mandadas na terça-feira para análise no Canadá.

Como parte de novos esforços para conter o avanço da doença, o presidente do México, Felipe Calderón, anunciou a suspensão parcial de serviços não-essenciais entre os dias 1 e 5 de maio e pediu que a população ficasse em casa nesse período.

Estados Unidos

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, em inglês) dos Estados Unidos informou nesta quinta-feira que o número de casos de gripe A registrados e confirmados no país aumentou para 109, distribuídos em 11 Estados.

A maior concentração de casos está em Nova York, com 50, seguido do Texas (26) e da Califórnia (14), entre eles um marine da base de Twentynine Palms, onde cerca de 30 militares permanecem em quarentena.

A primeira vítima fatal nos Estados Unidos foi uma criança de dois anos de origem mexicana que morreu no Texas.

No fim de semana passado, o governo americano declarou estado de "emergência de saúde pública", e o CDC recomenda manter as pautas de higiene básicas, como cobrir o rosto ao tossir e lavar as mãos frequentemente, para evitar que a doença se espalhe.

Após identificada a cepa da doença, o governo já começou o processo para elaborar uma vacina contra este tipo de gripe.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) elevou o nível de alerta pandêmico pela gripe suína ao nível cinco, de uma escala até seis, diante da expansão do vírus, que já afeta pelo menos a dez países.

Leia também

Entenda a gripe A

Gripe A no Brasil

Gripe A e a economia

Leia mais sobre: gripe A

(Com informações da EFE e da AP)

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG