Sobe para 10 o número de mortos por incêndio em presídio chileno

Santiago do Chile - Dez detentos morreram e vários outros ficaram feridos, três deles gravemente, por causa de um incêndio ocorrido no presídio Colina II, ao norte de Santiago, informaram fontes oficiais.

EFE |

Segundo o diretor do serviço penitenciário chileno, Alejandro Jiménez, o fogo começou pouco depois das 12h locais (13h de Brasília) no Módulo 6 do presídio por causa da queda de um fogareiro após o início de uma briga entre detentos.

Jiménez explicou que havia 25 internos no local onde aconteceu a briga. No total, o complexo penitenciário formado pelos presídios Colina I e Colina II, na cidade de Colina, a cerca de 35 quilômetros da capital chilena, abriga três mil detentos.

Segundo Claudio Vega, comandante do Corpo de Bombeiros de Colina, as chamas foram controladas uma hora e meia após o início do incêndio.

Familiares dos presos se reuniram nos arredores do presídio em busca de notícias sobre seus parentes e se queixavam pela demora em divulgar as identidades dos mortos.

    Leia tudo sobre: incêndio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG