Sobe número de mortos em terremoto na Indonésia

O governo da Indonésia afirmou que o forte terremoto que atingiu a ilha de Java na quarta-feira deixou mais de 40 mortos e centenas de feridos. As equipes de resgate continuam trabalhando nas áreas mais afetadas.

BBC Brasil |

Autoridades locais afirmam que dezenas de pessoas ainda estão desaparecidas e o número de mortos deve aumentar.

Segundo o governo, muitas pessoas podem estar soterradas nos escombros dos prédios que foram destruídos pelos tremores na cidade de Tasikmalaya, no oeste da ilha, e arredores. Centenas de moradores buscaram abrigo numa base militar local, temendo tremores secundários.

O abalo de 7 graus na escala Richter acionou um alerta para o risco de formação de tsunamis na região.

O tremor abalou estruturas de prédios na cidade universitária de Bandung - próxima ao epicentro - e foi sentido também na capital indonésia, Jacarta (a 200 quilômetros ao norte).

Alguns dos mortos foram vítimas de um deslizamento de pedras em Bandung. Outros perderam a vida quando prédios desabaram no distrito de Cianjur, em Tasikmalaya, e na cidade de Sukabumi.

'Anel de fogo'
O epicentro do terremoto foi no mar, a cerca de 115 quilômetros a sudoeste de Tasikmalaya, a uma profundidade de cerca de 50 quilômetros.

O Centro de Pesquisas Geológicas dos EUA primeiramente afirmou que o tremor atingiu 7.4 graus na escala Richter, mas logo depois revisou para 7 a intensidade do terremoto. O alerta de tsunami foi suspenso logo depois do terremoto.

Sismologistas detectaram um leve aumento do nível do mar em Pelabuhan Ratu, a oeste de Java, indicando que houve um pequeno tsunami no local.

Em dezembro de 2004, um terremoto na costa de Sumatra, na Indonésia, detonou uma tsunami que matou mais de 200 mil pessoas na Ásia.

A Indonésia está localizada na área conhecida como Anel de Fogo, no Pacífico, uma das áreas onde mais ocorrem terremotos e atividade vulcânica no mundo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG