Sobe a 23 número de mortes em N.York pela gripe

Nova York, 16 jun (EFE).- O Departamento de Saúde de Nova York informou hoje sobre mais sete mortes relacionadas à gripe suína, com o que se elevou a 23 o número de vítimas da doença na cidade.

EFE |

Da mesma forma que em algumas ocasiões anteriores, as autoridades municipais não identificaram as vítimas e só detalharam que todas elas tinham entre 25 e 64 anos.

O Departamento de Saúde lembrou que a maioria das mortes vinculadas à gripe ocorreu em pessoas que apresentavam fatores de risco que podiam agravar seus problemas de saúde no caso de um contágio gripal.

Quase todas as mortes corresponderam a pessoas que foram hospitalizadas no final de maio, quando a epidemia da gripe estava no auge em Nova York.

Nova York continua sendo o estado do país com mais infectados pelo vírus, já que além das 23 mortes contabilizadas na cidade, no resto do território foram registradas outras quatro.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou na semana passada a primeira pandemia do século XXI pelo surto do vírus da gripe suína, que apesar do nome não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE dvg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG