Sobe a 11 número de mortos em atentado no Paquistão

(atualiza com número de vítimas e nome do hotel). Islamabad, 9 jun (EFE).- Pelo menos 11 pessoas morreram e outras 50 ficaram feridas, entre elas vários estrangeiros, na explosão de um carro-bomba junto a um luxuoso hotel da cidade de Peshawar, no noroeste do Paquistão, informou uma fonte oficial.

EFE |

O atentado aconteceu em frente a um hotel cinco estrelas no bairro de Saddar, onde também há muitos restaurantes e prédios importantes, como disse um funcionário do distrito ao canal de TV paquistanês "Express".

Segundo o ministro da Informação da Província da Fronteira Noroeste (NWFP), Mian Iftikhar, a explosão teve origem em um carro-bomba, que causou graves danos em vários edifícios da zona e destruiu dezenas de veículos e vitrines.

Várias testemunhas asseguraram que o ataque foi perpetrado por um grupo de quatro agressores que se aproximaram do hotel em dois veículos, um deles uma pequena caminhonete carregada segundo o ministro com 500 quilogramas de explosivos Os feridos estão sendo levados a hospitais próximos e as forças de segurança isolaram a área, na qual, de acordo com o canal "Geo", foram ouvidos tiros momentos depois da explosão.

A emissora informou que o fornecimento elétrico foi interrompido no bairro por causa do atentado e que a bomba teve uma potência tão forte que foi ouvida em vários quilômetros O hotel alvo do ataque é o Pearl Continental, um estabelecimento de luxo que se encontra na parte sul da cidade - em uma área com fortes medidas de segurança - e que é muito popular entre os estrangeiros.

O atentado foi condenado tanto pelo primeiro-ministro, Yousuf Raza Gillani, quanto pelo presidente, Asif Ali Zardari.

Este foi o último de uma série de atentados registrados em Peshawar que já afetaram cinemas, cyber-cafés, um mercado e as próprias forças de segurança. EFE igb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG