Skinheads que homenageavam capitão nazista morto presos na Argentina

A polícia argentina prendeu 26 jovens skinheads em um cemitério alemão de Buenos Aires quando realizavam uma homenagem ao capitão do encouraçado nazista Graf Spee, com consignas anti-semitas e exibindo a bandeira com a cruz suástica.

AFP |

O episódio ocorreu na noite de domingo no cemitério alemão do bairro de Chacarita. Os "skinheads" organizaram a homenagem pela morte do capitão Hans Langsdorff, que se suicidou na capital argentina em 20 de dezembro de 1939, três dias depois do afundamento de seu navio no rio de la Plata.

Langsdorff ordenou a explosão da embarcação que havia sofrido avarias durante um combate com barcos ingleses no Rio de la Plata.

A Lei Antidiscriminaçao castiga com penas de até três anos de prisão quem participar de organização ou realizar propaganda baseadas e idéias ou teorias de superioridade racial ou determinada religião.

A Argentina foi escolhida como refúgio de centenas de nazistas acusados de genocídio depois da queda do Terceiro Reich na Alemanha e a derrota do nazismo na II Segunda Guerra Mundial.

lt/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG