Situação incerta em Bissau após tentativa de golpe

Dacar, 1 abr (EFE).- A situação política é incerta na Guiné-Bissau após a tentativa de um grupo de militares de destituir o primeiro-ministro, que se negou a apresentar sua renúncia e do coronel do Exército ter se autoproclamado chefe do Estado-Maior, informou à Agência Efe o escritório das Nações Unidas em Bissau.

EFE |

Valdimir Montero, porta-voz da ONU no país, disse que um grupo de militares deteve o primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior, às 11h30 local (7h30, Brasília). Ele foi levado para o seu escritório e obrigado a apresentar a renúncia, o que se negou, enquanto o coronel Antonio Indjai se autoproclamava chefe do Estado-Maior. EFE st/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG