Situação calma na sede da presidência de Madagascar tomada pelo exército

A situação era de calma na manhã desta terça-feira nos arredores da sede da presidência de Madagascar no centro de Antananarivo, que está sob controle do exército desde segunda-feira, com muitos oficiais diante do edifício.

AFP |

Veículos blindados e caminhões, além de oficiais armados, foram mobilizados para proteger a presidência.

A rua que leva ao edifício está fechada ao trânsito e a polícia mantém os curiosos à distância.

O exército malgaxe tomou na segunda-feira à noite o controle da presidência no centro da capital para provocar a saída do presidente Marc Ravalomanana, que se refugiou em um palácio presidencial em Iavoloha, nos arredores de Antananarivo.

A oposição exige a prisão do presidente.

O porta-voz de Ravalomanana, Andry Ralijaona, afirmou que o presidente considera "que o que está acontecendo é desproporcional ao problema" e que a questão poderia ser resolvida "se existisse vontande de ambas as partes".

Madagascar, uma ilha pobre do Oceano Índico, atravessa a pior crise política e social desde que Ravalomanana chegou ao poder em 2002. Ele foi reeleito no fim de 2006.

lp/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG