Sítio arqueológico do período neolítico é encontrado na China

PEQUIM (Reuters) - Milhares de artefatos e estacas de madeira com mais de 3 mil anos foram encontrados na Província de Yunnan, na China. Este é provavelmente o maior sítio arqueológico do período neolítico do mundo, segundo reportagens locais publicadas na terça-feira. As estacas, enterrados a cerca de 4,6 metros de profundidade, eram usados para sustentar as estruturas de uma sociedade antiga que pode ter ocupado uma área de 4 quilômetros quadrados, informou o jornal China Daily, citando Min Rui, pesquisador do Instituto Arqueológico de Yunnanj, que lidera a equipe de escavação.

Reuters |

O sítio pode ser mais antigo que a comunidade Hemudu, em Yuyao, na Província de Zheijiang, que está entre os mais famosos da China. Acredita-se que o local seja o berço da sociedade que se desenvolveu em torno do rio Yangtze.

Uma área de 1.350 metros quadrados já foi descoberta e as escavações continuam.

'Fiquei chocado quando vi o sítio pela primeira vez. Nunca tinha visto um tão antigo nem tão grande', disse Yan Wenming, professor de História na universidade de Pequim, segundo o jornal.

As escavações começaram em janeiro, mas o sítio já havia sido descoberto há cinco décadas, durante a construção de um canal em volta das barragens do lago Jianhu, cerca de 500km a nordeste da capital provincial, Kunming.

Os arqueólogos encontraram mais de 3 mil artefatos feitos de pedra, madeira, ferro, cerâmica e osso, assim como mais de 2 mil estacas de madeira.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG