Site sai do ar por alta procura por emprego em ilha paradisíaca

Um site usado para se inscrever em um concurso para um emprego de zelador de uma ilha paradisíaca na Austrália chegou a sair do ar nesta quarta-feira devido à alta procura dos interessados. O emprego, oferecido pelo governo do Estado de Queensland (leste da Austrália), é para cuidar de uma das ilhas da Grande Barreira de Corais, o maior recife de corais do mundo, e está sendo considerado pelo próprio governo local como o melhor emprego do mundo.

BBC Brasil |

Com um salário de 150 mil dólares australianos pelo semestre (cerca de R$ 40 mil mensais), o emprego, de seis meses, está sendo oferecido como parte de uma campanha para promover o turismo no Estado.

As inscrições foram abertas há dois dias e, segundo o jornal The Sydney Morning Herald, até a tarde desta quarta-feira, hora local da Austrália (madrugada no Brasil), mais de 800 mil pessoas já haviam procurado o site em busca de informações sobre a vaga.

Em apenas uma hora, a página teria recebido 25 mil visitas e o site saiu do ar e voltou várias vezes.

Por volta das 20h desta quarta-feira (hora de Brasília), o site estava funcionando normalmente.

Vídeos
Para ser escolhido, o candidato terá que preencher os requisitos, como saber nadar e mergulhar.

O vencedor do concurso terá entre suas atribuições cuidar da vida selvagem local, inclusive a vida marinha, e escrever um blog diariamente, contando suas aventuras.

Ele também terá à disposição, sem ter que pagar aluguel, uma casa de luxo para viver na ilha durante os seis meses de trabalho.

De acordo com o Sydney Morning Herald, cerca de 200 pessoas já enviaram vídeos em que apresentam suas candidaturas, um dos requisitos para disputar o emprego.

Entre eles está um medalhista de ouro olímpico da Suíça e pessoas de vários outros países, como a Mongólia e a Romênia.

Onze finalistas serão escolhidos e serão levados para Queensland, onde irão passar por entrevistas para definir quem será o vencedor.

As inscrições estão abertas até 22 de fevereiro. Os candidatos têm que mandar um vídeo de 60 segundos e uma foto juntamente com o formulário de inscrição.

A expectativa é que a campanha de marketing em torno do "melhor emprego do mundo" gere aproximadamente R$ 109 milhões em publicidade para o governo de Queensland em todo o mundo, disse o Sydney Morning Herald.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG