Site do Vaticano agora também pode ser lido em latim

O site do Vaticano agora também pode ser lido em latim. A página Sancta Sedes traz textos papais e outras obras religiosas na língua antiga.

BBC Brasil |

O papa Bento 16 é um defensor do uso do latim, permitindo a realização de missas na língua.

No ano passado, houve até uma certa confusão quando um decreto papel foi emitido apenas em latim, por engano.

"Causou um certo pânico entre os colegas que não tinham conhecimento do latim", diz o correspondente da BBC em Roma David Willey, "até que uma tradução oficial (em italiano) finalmente foi publicada".

O site do Vaticano já tem páginas em português, inglês, francês, alemão, italiano e espanhol.

Tradição

Durante séculos, os documentos da Igreja Católica eram todos escritos em latim, e a missa era celebrada também na língua. Sem o conhecimento do latim, a carreira de um padre não poderia ir longe.

Mas o latim perdeu a popularidade à medida em que a disciplina foi retirada do currículo escolar em muitos países, e os assuntos do Vaticano passaram a ser conduzidos em italiano e, cada vez mais, em inglês.

Mas o papa Bento 16 quer que a Igreja Católica mantenha suas tradições.

Ao se tornar papa, há três anos, ele se dirigiu aos cardeais em latim e encorajou o uso da língua em seminários onde novos padres estão sendo treinados.

No ano passado, ele acabou com a restrição sobre a missa celebrada apenas em latim, que havia sido abandonada nos anos 60 como parte das reformas para fazer com que o catolicismo ficasse mais próximo de seus fiéis.

Mas o padre americano Reginald Foster, que aconselha o papa quando o assunto é o latim, elogia as virtudes e a claridade da língua.

"Você tem que dizer alguma coisa e seguir em frente", diz ele.

"Não é como o francês e algumas línguas filosóficas, nas quais você pode escrever uma página inteira e não dizer nada. Em latim, não dá prá fazer isso", afirma.

Foster tem um programa semanal na Rádio do Vaticano chamado "O amante do latim", no qual ele explica os usos históricos e contemporâneos da língua.

    Leia tudo sobre: vaticano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG