Sistema de refrigeração do reator 5 de Fukushima para

Os reatores 5 e 6 são os únicos que não sofreram problemas graves após o tsunami do dia 11 de março no Japão

EFE |

A Tokyo Electric Power (Tepco), operadora da usina nuclear de Fukushima, disse neste domingo que o sistema de refrigeração do reator 5 parou e os trabalhos para colocá-lo de novo em funcionamento estão em andamento.

Segundo a agência local "Kyodo", as bombas que injetam água no reator e nas piscinas de combustível da unidade 5 pararam no sábado, sábado, e se trabalha para iniciar os sistemas auxiliares. A temperatura aumentou na manhã deste domingo dos 68 graus no reator e 41 graus na piscina de combustível para 87 e 44 graus centígrados, respectivamente.

O reator 5 e o 6 são os únicos que não sofreram problemas graves após o terremoto e posterior tsunami do dia 11 de março e se mantinham em "parada fria", o que indica que estão estabilizados e refrigerados por uma corrente interna de água.

O reator 5 estava conectado à rede elétrica externa e não sofreu explosões ou incêndios, como no caso das unidades 1, 2, 3 e 4, nem danos no prédio do reator que recobre a contenção primária e as piscinas de combustível usado.

Os engenheiros da Tepco esperam retomar a funções de refrigeração da unidade 5 em algumas horas e não acreditam que vá acontecer um aumento muito rápido da temperatura do núcleo do reator ou das piscinas de combustível usado.

    Leia tudo sobre: japãoterremotofukushimausinanuclearradiação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG