Síria pede UE mais presente no processo de paz do Oriente Médio

Damasco, 2 nov (EFE).- O presidente sírio, Bashar al-Assad, pediu hoje à União Européia (UE) que desempenhe um papel mais ativo no processo de paz do Oriente Médio e nas negociações indiretas entre Síria e Israel.

EFE |

Segundo um comunicado da Presidência síria, Assad se reuniu hoje com a presidente da Comissão de Assuntos Exteriores do Parlamento Europeu, Veronique De Keyser, para quem mostrou sua preferência por um futuro papel mais ativo da UE no Oriente Médio.

"A Europa pode ter um papel neutro que contribua para estabilizar a região", segundo o texto.

Keyser transmitiu ao presidente sírio o apoio do Parlamento Europeu às negociações de paz indiretas entre Síria e Israel com mediação turca para alcançar "uma paz justa e global no Oriente Médio".

Essas declarações da diplomata se assemelham às do alto representante para Política Externa e Segurança Comum da UE, Javier Solana, na sua visita à Síria há dez dias.

Na ocasião, Solana assegurou que a UE está disposta a "oferecer qualquer apoio possível, caso seja solicitado", nas conversas de paz entre sírios e israelenses.

Há alguns dias, o Governo israelense anunciou que os contatos com a Síria, através da Turquia, serão retomados esta semana em território turco, no que constitui a quinta rodada de negociações desde que elas começaram em maio passado.

Por outro lado, Keyser condenou o ataque de helicópteros americanos em 26 de outubro contra uma localidade síria próxima à fronteira com o Iraque que causou oito mortos.

Keyser "mostrou sua rejeição a qualquer ato não proposital que pudesse trazer de novo tensão à região, especialmente após os últimos avanços positivos", diz a nota. EFE gb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG