Damasco, 22 jul (EFE).- O presidente sírio, Bashar al-Assad, e o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, em visita à Síria, concordaram hoje que a paz no Oriente Médio só será possível quando Israel renunciar aos territórios árabes ocupados.

Segundo um comunicado presidencial sírio, os dois líderes políticos estudaram "a necessidade de conquistar uma paz justa e global na região, o que requer uma vontade política real israelense para buscar a paz, baseada na aplicação das resoluções internacionais e a retirada dos territórios árabes ocupados".

Nesse sentido, a nota assinalou que a retirada deveria incluir o recuo israelense das Colinas do Golã sírias até as fronteiras, ocupadas desde o dia 4 de julho de 1967.

Al-Assad e Erdogan se reuniram na cidade síria de Aleppo, no norte, onde o primeiro-ministro turco foi hoje nomeado doutor honoris causa da universidade da cidade.

Na reunião, os dois concordaram em continuar e intensificar os esforços para acabar com o "injusto" bloqueio israelense sobre a Faixa de Gaza e conseguir a reconciliação palestina, com o objetivo de estabelecer um Estado palestino independente. EFE gb-ssa/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.