Síria anuncia 1º caso da gripe

Damasco, 4 jul (EFE).- O Governo de Damasco anunciou hoje o primeiro caso de gripe suína em seu território, em um viajante sírio que entrou no país, procedente da Austrália, segundo um comunicado do Ministério da Saúde da Síria.

EFE |

A nota explicou que o caso foi detectado no último dia 30, quando a doente, uma médica síria residente na Austrália, de 50 anos, viajou para seu país de origem a fim de passar férias, fazendo escala antes em Dubai (Emirados Árabes Unidos).

O doutor Mahmoud Karim, responsável do Departamento de Doenças Ambientais Crônicas do Ministério da Saúde, disse no comunicado que a paciente, neste momento, está recebendo tratamento.

Karim acrescentou que também estão sendo submetidos a exame médico todos que estiveram em contato com o doente e os outros passageiros que viajaram no mesmo avião a partir de Dubai, mas não foi detectado nenhum contágio.

Até agora, a Síria era o único país do Oriente Médio que não tinha registrado nenhum caso de gripe suína.

Segundo os dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgados ontem, a pandemia já afeta quase 90 mil pessoas em 121 países e matou 382 pessoas, a maioria delas na América.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE gb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG