Sínodo católico pede continuidade de diálogo com o Islã

O sínodo dos bispos católicos no Vaticano, que termina no domingo, fez um apelo neste sábado pela continuação do diálogo com o Islã em respeito aos direitos do homem e da mulher, segundo a conclusão dos trabalhos.

AFP |

"Neste diálogo, o sínodo insiste na importância do respeito à vida, aos direitos do homem e da mulher", destacaram os bispos católicos em suas propostas ao Papa Bento XVI.

"A reciprocidade e a liberdade de consciência e de culto será um tema importante deste diálogo", afirmaram os bispos, que estão reunidos no Vaticano desde 5 de outubro.

Durante as sessões do Sínodo, os religiosos católicos acusaram o Islã de não respeitar os direitos da mulher, tal como figuram na declaração universal dos direitos humanos, informou um porta-voz.

Essas críticas foram formuladas durante uma reunião do grupo de bispos de língua espanhola, segundo a mídia italiana.

Um relatório divulgado na metade do sínodo recomendava prudência nas relações entre muçulmanos e cristãos e ressaltava "importantes pontos em cumum" entre as duas religiões, como "a resistência à secularização e ao liberalismo, a defesa da vida humana e a afirmação da importância social da religião".

fmi/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG