Sindicatos de países do G-20 se reúnem com Strauss-Kahn, do FMI

O diretor-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, reuniu-se nesta sexta-feira, em Washington, com líderes sindicais dos países do G-20, com os quais se pôs de acordo sobre defender os aspectos sociais na resposta à crise financeira mundial.

AFP |

Essa reunião, pouco antes da cúpula dos 20 grandes países industrializados e emergentes, aconteceu "sob o patrocínio da Confederação Sindical Internacional (CSI)", que reúne 311 organizações sindicais de 155 países e tem sede em Bruxelas, de acordo com uma nota do FMI.

"As políticas imediatas e de longo prazo para responder à crise devem levar em conta as necessidades humanas e a proteção social", declarou Strauss-Kahn, citado no comunicado.

"Houve um amplo acordo que a crise teve conseqüências graves para os trabalhadores", reconheceu a instituição multilateral.

hh/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG