O fabricante aeronáutico americano Boeing e o sindicato de mecânicos chegaram a um protocolo de acordo que, se aprovado, acabará com uma greve que paralisa a produção desde 6 de setembro, informaram fontes sindicais.

Boeing e os mecânicos "alcançaram um protocolo de acordo sobre um novo contrato que garantirá o emprego e limitará as subcontratações", destacou o sindicato em um comunicado.

"Os detalhes deste acordo para os próximos quatro anos só serão divulgados após o conhecimento dos membros do sindicato (...) mas o protocolo foi apoiado de forma unânime pelo comitê de negociações e deve ser ratificado nos próximos três a cinco dias".

Desde o dia 6 de setembro, 27 mil operários mantêm paralisadas as unidades da Boeing, em meio às discussões sobre salários, pensões e assistência médica.

gmo/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.