Sinalizador de falhas não tocou em avião que caiu na Espanha, diz comissão

Madri, 9 out (EFE).- O relatório preliminar da comissão que investiga o acidente com um avião da Spanair que matou 154 pessoas em 20 de agosto, em Madri, diz que não foi captado nenhum som de alarme na gravação das vozes da cabine.

EFE |

O documento divulgado hoje indica ainda que não foi registrado nenhum alerta de configuração inadequada para a decolagem, e que, durante todo o período entre o acionamento das turbinas e o fim da gravação da caixa-preta, os flaps da aeronave não mudaram de posição.

A análise dos parâmetros dos motores também revelou que os dois se comportaram corretamente durante toda a seqüência do acidente.

A tragédia aconteceu quando um avião da Spanair com 164 passageiros e nove tripulantes caiu próximo a uma das pistas do aeroporto de Barajas, instantes depois de ter decolado com destino às Ilhas Canárias.

Dezoito dos ocupantes da aeronave conseguiram sobreviver. EFE jf/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG