O Mal de Alzheimer é precedido de transtornos como problemas de memória e de concentração entre doze e seis anos antes do diagnóstico desta doença, revela um estudo realizado entre 3.800 franceses.

"Os resultados sugerem que o diagnóstico precoce de Alzheimer deve ser possível até dez anos antes do início do estado de demência comprovado", destacam os pesquisadores.

De 3.777 indivíduos de 65 anos, 350 desenvolveram demência por Alzheimer durante 14 anos de controles médicos, segundo o estudo publicado pela revista americana especializada Annals of Neurology.

Os pesquisadores comprovaram que seus resultados em quatro testes neuropsicológicos declinaram significativamente, em comparação aos demais, entre dez e treze anos antes do diagnóstico do Alzheimer.

As queixas de perda de memória e de estados depressivos se manifestaram entre 8 e 10 anos antes do diagnóstico e as dificuldades para realizar tarefas de relativa complexidade (telefonar, contar dinheiro ou tomar medicamentos) surgiram em entre 5,5 e 6,5 anos antes.

BC/LR/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.